16/02/2018

O tratamento

ALÍVIO DAS DORES

O objetivo desta fase é diminuir as dores e outros sintomas que incomodam, como restrição de movimento, dores irradiadas, entre outros. Fase em que o corpo está se adaptando ao tratamento, estão assimilando o novo padrão de movimento, a nova postura. A maioria das pessoas (cerca de 80%) sente-se aliviadas ou sem dor, pois já percebem a melhora na mobilidade articular, melhora no funcionamento do corpo. Porém, algumas têm sintomas de desconforto ou dor, que podem durar até dois dias, que é normal pois algumas vezes o corpo reage contra os ajustes quiropráticos, isso é comum acontecer quando a dor vem acompanhada por posturas viciosas (má postura), mas essa reação tende a desaparecer rápido. A frequência do tratamento é maior, 2-3x/semana, para que o corpo reaprenda o posicionamento correto da articulação e restabeleça o padrão normal de movimento articular/vertebral. O importante, ao final desta fase, é não desistir do tratamento, mesmo quando não há mais dores, pois, o corpo ainda está instável, e será necessário reabilitação (fortalecer, alongar e tornar resistente) evitando recaídas futuras).

REABILITAÇÃO

O objetivo desta fase é estabilizar a lesão, corrigir os desvios posturais e evitar as recaídas de dor e perda de movimento. Os sintomas da lesão já estão mais controlados, o corpo já está adaptado aos ajustes. A frequência do tratamento diminui e passa a ser 2x/semana ou semanais. Começa a introdução de exercícios de fortalecimento e alongamento muscular para estabilizar a região. Dependendo do caso são necessários alguns exercícios passivos (realizados pelo quiropraxista), depois entra os exercícios ativos simples ou com recursos como theraband, bola, etc.

MANUTENÇÃO

O objetivo desta fase é manutenção da melhora e prevenção de recaídas. Com a musculatura em processo de fortalecimento e alongamento, entramos na fase de melhora da biomecânica. Nesta fase vamos acompanhar a resposta do seu corpo a uma frequência menor de consultas, a cada 15 dias ou 1 mês. Seu corpo seguirá evoluindo a cada ajuste quiroprático. Exemplo de um tratamento típico, na Práxis: (colocar tabela). *A quantidade de sessões varia de acordo com o diagnóstico apresentado.

PREVENTIVA

Ao completar o tratamento, você estará aliviado das dores e com um corpo mais fortalecido e com a lesão estabilizada. É muito importante, continuar com as orientações recomendadas na Práxis. Atenção à postura do dia-a-dia, a postura ao dirigir, ao dormir e principalmente a postura que assume durante as suas atividades ocupacionais. Siga, executando os exercícios. E lembre-se que, a alta do tratamento quiroprático é diferente, você estará apto para voltar as atividades normais do dia, porém sempre é bom voltar uma vez a cada 2 meses para fazer um check up preventivo, já que quedas, maus jeitos, má postura são inevitáveis e podem provocar a lesão já estabilizada, portanto aquela dorzinha quando detectada e tratada inicialmente tem resposta rápida, sem necessidade de realizar todo o tratamento novamente. PREVENÇÃO é a chave para uma vida mais saudável.